quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Acreditar em princesas



O dia em que a menina da mamã completou 6 meses não foi fácil para mim.
Iniciamos, hoje, uma nova rotina, uma rotina feita do amor e cuidado das vovós e dos vovôs, enquanto o papá e a mamã trabalham.
Queria ter desfrutado da minha bebé que enche os nossos dias de felicidade, ao som das suas gargalhadas e dos seus triunfos ao conseguir sentar-se... Mas o stress não deixou...
Tudo começou por ter saído mais tarde do trabalho e ter de "voar" para chegar à minha pequenina, mais depressa e eliminar o atraso.
Depois, a experiência do primeiro iogurte que não encheu as medidas à pequena aniversariante com meio ano.
A seguir o trânsito... Quem me conhece sabe que não gosto nada de conduzir, mas o facto de ter de fazer cerca de 40 km entre idas e vindas, em base diária, não me deixou alternativa.
Finalmente, o regresso às horas de ponta, no coração de Lisboa, deixou-me com os nervos em franja, por ver tanto tempo desperdiçado... Tempo que eu queria viver com calma com a menina da mamã.
Quando o sono a envolveu  no seu manto de sonhos, arranjei um bocadinho para agarrar num livro que estou a ler... Dias de uma Princesa, da Catarina Beato.
Eu já conhecia o blog e estava com imensa vontade de conhecer o livro. Tenho lido aos bocadinhos muito pequeninos e cheguei ao texto "eu não quero trabalhar das 9h às 18h" ... Senti que tinha sido escrito a pensar neste meu dia de pressas... Revi-me no desejo de encontrar alternativas aos horários rígidos, porque o importante é estarmos e vivermos aqueles que amamos e fazê-los felizes, colocando mais doçura, paciência e disponibilidade no nosso quotidiano.
Ao percorrer as páginas, parece que conheço a Catarina, e agradeço-lhe por me ensinar a acreditar em princesas de carne e osso e a aprender passinho a passinho a não me deixar frustrar pelas pequenas dificuldades do dia a dia. Um dia, espero também transmitir estes ensinamentos à menina da mamã.










Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários estão sujeitos a moderação, pelo que após a mesma, serão publicados