sábado, 19 de outubro de 2013

As Florestas de Sophia




"Há muitos anos, há dezenas e centenas de anos, havia um certo lugar na Dinamarca, no extremo Norte do país, perto do mar, uma grande floresta de pinheiros, tílias, abetos e carvalhos. Nessa floresta morava com a sua família um Cavaleiro. (...)".
Esta 5. Feira, quando regressavamos a casa, depois da consulta da menina da mamã, passamos pela casa dos avós, reparamos que já estavam a começar a montar iluminações de Natal... O Natal! É uma época mágica que me transporta até à infância e a histórias com cheiro a Outono e Inverno.
Adoro ler e essa paixão despertou cedo, logo com a escola. Tinha 9 anos, quando li pela primeira vez um texto retirado do livro "O Cavaleiro da Dinamarca", da Sophia de Mello Breyner Andresen... Achei maravilhoso e quis lê-lo do princípio ao fim... Até hoje, permanece uma das minhas obras favoritas, tal como a sua autora. A sua escrita é tão especial e envolvente, permitindo-nos ver, sentir, cheirar cada árvore, flor ou fruto, não esquecendo as restantes personagens. Isso torna-se tão claro nos bailes das flores de "O Rapaz de Bronze"  ou na quinta de "A Floresta".
Um livro que vou oferecer à bebé é "A Minha Primeira Sophia", da autoria de Fernando Pinto de Amaral e ilustrado pela talentosa Fernanda Fragateiro... Espero que esta mesma paixão também desperte nela!
Como o Natal está quase à porta, não resisto a mergulhar de novo num dos meus livros mais queridos...
"E ao lado da casa, o grande abeto escuro, a maior árvore da floresta, estava coberta de luzes. Porque os anjos do Natal a tinham enfeitado com dezenas de pequeninas estrelas para guiar o Cavaleiro. Esta história, levada de boca em boca, correu os países do Norte. E é por isso que na Noite de Natal se iluminam os pinheiros."




Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários estão sujeitos a moderação, pelo que após a mesma, serão publicados