terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Um lugar para sonhar - Paperdoll Mate by Afrocat





Um lugar para viver também é um lugar para sonhar... Com histórias de encantar e ilustrações que aquecem o coração, povoando a nossa imaginação. Neste, também, novo espaço do blog, vamos partilhar livros que criaram memórias felizes em duas irmãs e agora irão fazer novas memórias nos seus filhos.



O livro de hoje foi uma descoberta,  quando andava à procura d' O Coelho que queria dormir.... A minha irmã sempre adorou bonecas de papel e transmitiu-me essa paixão. Tão fáceis de transportar, podíamos desenhar as suas roupas (mais ela, do que eu :) ) e criar tantas aventuras. Quando vi a capa da edição para colorir e recortar das Paperdoll mate, de origem coreana (da autoria do grupo de designers afrocat), foi impossível não trazê-lo comigo. Ainda para mais quando uma das bonecas se chama Alice :)



Vale a pena conhecer este universo... Quando a Alice for um pouco mais velha, vamos brincar muito as duas, com estas bonecas.









Até já!


quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Um lugar para olhar - @sarifleuri on instagram





Bem vindos ao nosso novo espaço no blog: Um lugar para olhar. Aqui vamos partilhar olhares que nos inspiram todos os dias.
Começamos com a conta mais bonita, na nossa opinião, que seguimos no instagram: @sarifleuri. As palavras preferidas da autora destas fotos maravilhosas, Sarah, são "Vintage"e "Sweet"... Descrevem na perfeição cada instante captado com perfume de outros tempos e cheio de doçura. Fazem lembrar as ilustrações de um livro infantil, cheias de pormenores e beleza.
Vale a pena conhecer e seguir!

Welcome to our new corner: Um lugar para olhar (a place to look at). Here, we're going to share truly inspiring photos, on instagram. 
We start with @sarifleuri, the most beautiful account we are currently following. Sarah's (the author) favorite words are "Vintage" and "Sweet"... They describe perfectly each instant captured and filled with such tenderness, with a retro touch. They remind us of children's books illustrations, wonderfully detailed and so beautiful.
Please, take a look and follow!














All photo credits belong to @sarifleuri


Até já! See you soon!

domingo, 17 de janeiro de 2016

Ideias para [o nosso] 2016



Agenda Bear Books

Estes últimos dias foram um remoinho de emoções entre o regresso ao trabalho e o "deixar o ninho". Posso dizer que me custou ainda mais sair de casa,com os dois, do que quando completei a licença da Alice. Talvez pelo tempo de inverno, estivemos juntos no nosso refúgio durante vários meses, aumentando o sentido de comunhão, de casulo e de mamã galinha.
Mas uma vez cá fora, torna-se claro que é importante viver também outra realidade, ter outras tarefas para além das caseiras. A cabeça funciona melhor e renovo uma vontade, cada vez maior, de aproveitar a sério cada momento com a minha família.

Não tendo colocado até agora no papel, temos vários propósitos para 2016, alguns já em prática:

1. Parar de procrastinar: da louça para lavar, ao jantar para terminar, passando por uma coisa qualquer para arrumar, é preciso parar de adiar, afastar os pensamentos "já vou fazer", "já vou terminar", "já vou arrumar". Acção é a palavra de ordem para uma melhor organização do tempo familiar.

2. Cozinhar depressa e bem: com quatro pessoas, maiores e mais pequeninas, as receitas simples, rápidas e saborosas são essenciais, de preferência com a expressão "Juntar todos os ingredientes e colocar no forno ou no tacho". Recebi uma excelente prenda no Natal, o Livro de Cozinha, do Matt Preston, (um dos jurados do Masterchef Australia (um dos nossos favoritos) e crítico gastronómico), que vai exactamente ao encontro do que procurava. Para coisas doces, a Chef Rita Nascimento, do La Dolce Rita, já me pôs fazer bolo rainha, entre outras sobremesas :)!!!!


Agenda MOD


3. Voltar a fazer algum tipo de exercício: esta resolução vai além dos exercícios naturais derivados do pegar ao colo, embalar, fazer voar, correr para a cozinha, correr para a casa de banho, etc. Com limitações físicas ao nível das articulações das pernas e pés, gostava de aprender a andar de bicicleta (aos 37 anos, ainda não aprendi a fazê-lo), para poder juntar movimento e as crianças. Já não me vejo num ginásio.


Agenda Girly Things

4. Criar um Diário da Felicidade: Escrever, no final de cada dia, umas frases ou palavras que resumam os momentos mais felizes ou mais positivos desse mesmo dia, pelos quais gostaríamos de agradecer. A pouco e pouco, construímos as memórias deste ano e criamos o hábito de sermos mais positivos. Falta-me arranjar uma agenda (parece incrível, mas não tive tempo de a arranjar), e já tenho ideias bonitas (fotos espalhadas pelo post), esperando que alguma ainda esteja disponível. Este diário não é uma ideia nova e pode, igualmente, ser colocado em prática, em conjunto com crianças mais velhas, depositando num frasco papéis cheios de momentos bons.

5. "Destralhar" uma divisão da casa, a cada dois meses: os objectivos têm de ser realistas para podermos passar à prática. Com crianças, destralhar não é fácil, principalmente se já formos dados às tralhas, como é o caso (gosto de guardar caixas, cartões, fitas, etc). Assim, propusemos este intervalo de tempo, para destralhar cada espaço.

6. Aprender com as crianças a viver o "aqui e agora": Ir assimilando uma atitude "mindful", sem "pré-ocupar" constantemente o espírito com coisas para fazer ou que possam vir a acontecer. Esta resolução é enorme e não vai ficar apenas em 2016. Como mamã galinha e sempre a imaginar o que pode acontecer com os seus pintainhos, a imaginação não tem limites... Como se trata de um traço de personalidade ("pré-ocupar-me" faz parte de mim), vai ser uma caminhada longa e cheia de retrocessos, mas vamos começar com pequenos passos: focar-me por uns momentos na minha respiração em vez de mergulhar numa torrente de pensamentos, "beber" a luz e o calor do sol e simplesmente estar (a hora de almoço é o momento ideal, durante a semana)... Confiança na capacidade de mudar.

7. Duas rubricas novas no blog: O ritmo de publicações abrandou muito, necessariamente, embora ideias não faltem. Vamos partilhar duas novas rubricas que têm como objectivo inspirar. Procurem, muito em breve, "Um lugar para olhar" e "Um lugar para sonhar" ;)

Agenda Rosa com Canela

Já anotaram as vossas resoluções/objectivos?

Até já!

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Um dia especial para o Afonso





O tempo tem passado muito depressa e ainda não tínhamos partilhado um dia muito especial e importante para o Afonso.
No final de Novembro passado, num sábado cheio de sol, o nosso bebé iniciou a sua caminhada de Fé. Tal como com a Alice, quisemos que fosse baptizado (ainda com a grafia pré-acordo :)) com pouco mais de três meses, para renascer para uma nova vida, onde a compreensão, o respeito, a tolerância e o amor estejam sempre presentes e o ajudem a crescer.
Foi uma celebração simples, familiar e plena de significado, em cada gesto: da luz emanada pela vela para o guiar, à água purificadora e renovadora.






Alice: Vestido e bolero Avó Tátá, Capa Maybe, Laço Ponytail

Os preparativos foram igualmente simples. Sendo um Baptizado no final do Outono, o vestido escolhido foi o mesmo que a mamã vestiu: branco, em lã, com pequenos pormenores com fitas (os carapins são Avó Tátá e o body de gola Anjo Kids).
A toalha foi a que o papá usou. Escolhemos uma vela também em tons de branco.



Vela, com nome e data pintados - Terços da Lupinha

Para a lembrança, falámos com uma equipa cheia de talento para criar uma ilustração única, que nos recordasse esta data de uma forma diferente: o Urso e a Raposa, da Bear Books, deram o seu melhor e nós adoramos o resultado!!!!

Ilustração Bear Books


Deixamo-vos ainda com mais um dos momentos que vivemos, bem como ideias para a preparação de um Baptizado:




Bolo de Baptizado do Afonso -  Que Seja Doce

Prende Chucha Lovely


Nota: Créditos Fotográficos (Igreja) - Pau Storch para Magma Photo


Até já!




terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Fora com o frio!!!!





Os dias de Inverno exigem roupa mais quente, mesmo em casa. As diferenças de temperatura estão na base das constipações. Por isso, por aqui, não damos tréguas ao frio e procuramos soluções confortáveis e acessíveis, como este casaquinho da La Redoute, agora com um preço ainda mais apetecível ;)

Já espreitaram as promoções?

Até já

Nota: Post elaborado em parceria com La Redoute.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

As nossas Festas






Este foi o nosso primeiro Natal a quatro e também aquele que vivemos com uma criança tão pequenina (4 meses), pois a Alice já tinha 8 meses quando passou pela experiência mágica do Primeiro Natal. Pode parecer exagero, uma vez que entre um e outro só havia uma diferença de 4 meses nesta época do ano, mas num bebé até alguns dias fazem mesmo diferença. Então meses nem se fala.

Primeiro Natal: Alice

Primeiro Natal: Afonso

Os dois irmãos têm personalidades muito diferentes em relação ao mesmo tempo de vida: A Alice sempre foi muito sociável, apreciadora de rebuliço, pronta para participar em qualquer celebração familiar ou não; o Afonso é um bebé mais reservado, muito habituado às suas rotinas, privilegiando ambientes tranquilos...
Podem começar a imaginar o que aconteceu. Apesar de termos feito um esforço extra para manter as rotinas do dia, nomeadamente em relação aos períodos de sono, a sensibilidade dos dois não os deixou tranquilos. Algo de diferente se passava e havia mais agitação no ar. Conclusão, ela ficou num estado de excitação difícil de controlar, colidindo directamente com a necessidade de calma do irmão. Ora chorava um, ora chorava outro, interrompendo as sestas de cada um.
Chegada a noite da Consoada, a tensão acumulada durante o dia, libertou-se de forma extrema: o bebé berrou, berrou e não havia quem o conseguisse acalmar. A menina passou, depois de algum tempo de euforia, ao choro, vencida pelo cansaço. Naturalmente, a forma de vivenciar o tempo em família acabou por ser afectada. Mas faz tudo parte do processo de crescimento: das crianças, nosso enquanto pais e do resto da família.



A manhã de Natal foi tranquila e com muita alegria, a abrir as prendas que o Menino Jesus tinha deixado no sapatinho. O resto do dia decorreu com altos e baixos, mas mais tranquilo do que a noite anterior.


A passagem de ano foi mais calma... O bebé adormeceu e assim continuou para lá da meia noite. A nossa menina fez a festa, brindando com a sua"taça" e bebida a condizer (um sumol de ananás para o efeito borbulhante). Chegada a casa, caiu num sono irregular.




Não conseguimos captar muitas memórias, com a volubilidade dos estados de humor dos dois irmãos, mas partilhamos algumas imagens quase a chegar ao Dia de Reis e encerrando o ciclo das Festas.
Como foram as vossas experiências com bebés pequenos? Tranquilas ou agitadas?


Até já!