terça-feira, 23 de setembro de 2014

8 Dicas para fazermos compras nos Supermerca​dos (e pouparmos!​)







Todos nós fazemos compras no supermercado, mais ou menos vezes por mês, conforme vai sendo necessário. No corre-corre quotidiano, muitas vezes não temos tempo de ir aos mercados e as grandes/médias superfícies são a principal opção. Estes espaços estão concebidos para nos fazer gastar, desde a sua disposição, passando pela posição dos produtos nos lineares (já repararam que o sal, por exemplo, está normalmente nas prateleiras mais baixas?), até à música ambiente.

Com base na nossa experiência e com alguma pesquisa, reunimos várias dicas para optimizar as compras e, ao mesmo tempo, pouparmos:


1 – Fazer uma lista detalhada antes de sair de casa e não ceder a “desvios”

A preparação de uma ementa semanal e respectiva lista de compras são uma ajuda preciosa a não trazer mais do que é realmente necessário. Para além da organização e maior rapidez que a lista possibilita, há ainda um factor a considerar: não ceder a desvios. Eu confesso que nem sempre consigo evitá-los, pois vou tendo ideias para mais algumas refeições ou cedo a guloseimas, à medida que vou avançando. Mas estou a melhorar!

2 – Não sentir que temos de encher o carrinho até acima

Temo-nos apercebido que os carrinhos de compras (que se tornam mais práticos principalmente para quem, como nós, tem de levar filhos pequenos) estão cada vez maiores. É frequente ocorrer-me o pensamento “O carrinho está mesmo vazio… De certeza que não falta mais nada?” e imediatamente procurar pela mente mais coisas “necessárias” que preencham o espaço em aberto, diante dos meus olhos. Mais uma vez, nada de ceder a tentações e levar apenas o que está previsto;

3 – Comparar preços dos produtos que compramos com mais frequência

Com a possibilidade das compras online, as páginas dos super e hipermercados têm cada vez mais informação disponível para podermos comparar os preços daqueles produtos que compramos com mais frequência. Os folhetos também podem dar uma ajuda. Nesta equação, deveremos sempre considerar a relação distância/qualidade/preço;

4 – Começar as compras a partir dos corredores do meio

Os legumes e a fruta costumam estar normalmente à entrada destes espaços, incentivando o ímpeto das compras com as suas cores vibrantes, que actuam sobre a nossa disposição. Assim, se passarmos rapidamente por esta área, dirigindo-nos, por exemplo, aos corredores dos enlatados (embalagens mais sóbrias), ser-nos-á mais fácil restringirmo-nos à nossa lista;

5 – Ouvir música ritmada
As músicas de fundo dos super e hipermercados são, de um modo geral, tranquilas, levando-nos também a abrandar o ritmo e a passar com mais atenção pelos produtos… A tendência para trazermos mais coisas aumenta consideravelmente. Uma boa alternativa (quando fazemos compras sozinhos) passa por colocar os headphones e ouvir música bem ritmada, de forma a focarmos a nossa atenção, mais uma vez, na lista de compras;

6 – Comprar ao balcão em vez de peças embaladas

Quando estamos com pressa (o que acontece com frequência), escolhemos produtos já embalados e com preço pré-definidos, para evitarmos mais filas. No entanto, se comprarmos ao balcão, podemos optar por comprar uma peça de carne maior, que pode ser arranjada e aproveitada para mais do que uma refeição (bifes, carne picada para uma bolonhesa ou hambúrgueres);

7 – Aproveitar alguns produtos em promoção cujo prazo de validade já se encontra próximo do termo

Algumas vezes, encontramos produtos cujo prazo de validade já se encontra próximo do termo a preço reduzido e poderão ser utilizados para uma refeição nesse próprio dia. Devemos, no entanto, estar alerta, pois já nos aconteceu verificar que o prazo de validade estava efectivamente ultrapassado;

8 – Utilizar cupões de desconto

A grande maioria das grandes/médias superfícies fornece cupões de desconto, normalmente associados a cartões, que podemos organizar para utilizar nos momentos em que realmente necessitarmos dos produtos em causa;




Algumas destas dicas foram inspiradas por Anjali Prasertong – The Kitchn
Ilustrações de Marcel Marlier - Anita nas Compras


Até já!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários estão sujeitos a moderação, pelo que após a mesma, serão publicados