terça-feira, 8 de março de 2016

Competitividade?






Andamos todas numa corrida diária para ver quem tem o melhor emprego, está em melhor forma, faz as melhores viagens, tem as melhores ideias, tem os filhos com melhor comportamento, melhores notas e com as roupas “mais giras” (entre muitas outras coisas)? 
Sinceramente… Não tenho dúvidas que, em muitos casos, a resposta é sim e neste Dia Internacional da Mulher, para além de todos os problemas muito graves que afectam a população feminina (como a violência, a discriminação, a falta de direitos, e podia continuar por aqui fora), para os quais é necessário continuar a chamar a atenção e lutar pela mudança, é preciso que nós mulheres também mudemos de atitude entre as nossas congéneres. 
As faltas de apoio e de respeito não surgem só na “metade” masculina, mas, de formas mais ou menos subtis, entre nós. Temos de ser mais leais e mais confiantes na nossa maneira de ser, pois só quando estivermos bem connosco próprias (aqui não basta dizer e a seguir continuar a “competir”, é preciso sentir efectivamente), conseguiremos travar esta atitude de cavalo de corrida. Somos como somos, com mais ou menos curvas, com mais ou menos altura, mais sisudas ou mais divertidas, mas sempre respeitando os outros. 
As mudanças de comportamento tem de ser alimentadas logo desde cedo, nas novas gerações. Esta é uma das nossas grandes responsabilidades na educação dos nossos filhos.
Como mamã de uma menina, espero que ela saiba sempre encontrar a sua voz, lutando pela justiça e igualdade, de forma tranquila, não se esquecendo nem do respeito, nem da compreensão pelo outro/a. Como mamã de um menino, espero também que ele saiba sempre encontrar a sua voz, respeitando, compreendendo e ajudando sempre quem encontrar pelo caminho.

Nota: Imagem retirada da página Prego & Mommy Chat



Até já! 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários estão sujeitos a moderação, pelo que após a mesma, serão publicados