quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Olhares Maternos sobre o Natal - Magda Dias




Magda Dias



Com formação na área de Inteligência Emocional, Psicologia Positiva e Coaching, a mamã, que nos dá hoje o seu olhar sobre o Natal, começou por se questionar sobre formas de ensinar os seus filhos a serem crianças felizes, seguras, audazes e inspiradas. A etapa seguinte conduziu a muita investigação no âmbito da Parentalidade Positiva, da Felicidade e da Psicologia Positiva, com a frequência e conclusão de vários cursos.
Criou a formação ‘A Arte e Ciência de Educar Crianças Felizes’ para divulgar os estudos que faz sobre o que se escreve nas áreas da Educação e Parentalidade Positiva, da Pedagogia, da Ciência da Felicidade e da Psicologia Positiva.

A par das suas funções de formadora, consultora e oradora, exercidas desde 2002, é também Directora de Recursos Humanos numa PME, na zona do grande Porto e partilha os seus pensamentos no seu blog ‘Mum’s the Boss’, onde escreve sobre os temas apresentados acima. Poderão também aceder à página Parentalidade Positiva.

Continuamos a nossa viagem até ao Natal, guiados pelo olhar out of the box e sempre inovador de Magda Dias!



- Qual o significado do Natal para si?

É uma época que se torna mágica por causa das crianças. E quantas mais, melhor!
Por outro lado, e quando o passamos fora, na terra do pai, torna-se ainda mais bonito porque há neve, há casas cheias de luzinhas cá fora, há tradições que não são as nossas e que, ainda assim, nos parecem tão familiares.

- Quais as vossas tradições familiares desta época?

Com o nascimento dos miúdos, o Natal consolidou e trouxe  ainda mais magia aos rituais que nós já tínhamos lá em casa.
Com a chegada do mês de Novembro, inicia-se lá em casa uma série de rituais mais caseiros porque nos viramos para dentro de casa. São eles a preparação e execução do calendário do advento, da celebração dos amigos, dos almoços ao Sábado, das saídas ao parque mais especiais. São eles também o S. Nicolau, as bolachas, a carta ao Pai Natal ou o dia de Reis, por exemplo.

- O Natal e as crianças: como mãe de uma menina e de um menino, como é que eles vivem esta quadra?

Este vai ser o primeiro Natal do Gaspar – vai passá-lo  num ambiente de neve, sem o tradicional bacalhau à mesa. A mais velha está já a escrever cartas ao Pai Natal, a desenhar os presentes que quer receber e ficou a saber que o Pai Natal vive no Pólo Norte parte do ano. A outra parte é numa ilha, ao sol, que também merece.

- No âmbito da parentalidade positiva, que desafio gostaria de lançar às mães, e aos pais também, neste Natal?

Sem dúvida, o calendário do advento. E porquê?

Como já disse muitas vezes, não há milagre nenhum, dica ou truque que funcione quando o vínculo com os nossos filhos não é bom e forte.


Como sabe, não é aquilo que me dizem que conta e sim aquilo que fazem. Com os miúdos é igual - eles sentem que pertencem à família, que são 'tidos e achados' quando os incluímos nas actividades, quando permitimos que decidam, quando fazem coisas fixes connosco.

O Natal é uma época mágica e também é uma época de muitas expectativas e frustrações.


E é por isso que volta ao blogue o calendário do advento do ano passado.

 - Presentes: quais as suas sugestões?

Um só presente por ano – um presente que tenha significado, que adicione valor ao crescimento da criança.
Não tenho nenhuma sugestão – cada criança é única e os pais devem compreender o que é que pode ser interessante para ela.
[claro que depois há os outros presentes dos amigos e familiares mas sinceramente gosto da ideia de haver só um bom presente – que nem tem de ser caro!]

 - Uma receita natalícia (um sabor que não possa faltar na ceia ou uma receita para partilhar)

As nossas bolachas! E ainda por cima são um ritual cá em casa. Toda a gente faz bolachas, é verdade. Por isso é que é importante criar-se um momento, prepará-lo com os miúdos e fazer toda uma cerimónia. Não dá trabalho nenhum mas com a cerimónia toda eles vão ficar super entusiasmados! E é isso que nós queremos – esse entusiasmo que se cola à pele e que cria óptimas memórias!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários estão sujeitos a moderação, pelo que após a mesma, serão publicados