terça-feira, 30 de julho de 2013

5 Sentidos - O Olfacto





O olfacto é, para mim, o sentido mais instintivo e o que cria memórias mais recônditas, podendo ser despertas por um simples aroma, claro está. A minha infância foi recheada de cheiros tão bons como o de um bolo acabado de fazer pela minha mamã, que enchia a casa toda... O perfume das agulhas de pinheiro que sempre me tornaram mais presente o cheiro a Natal ou o cheiro a café acabado de moer que saía de uma pequena loja, que havia no caminho da escola.

Na gravidez, o meu olfacto passou a "faro" e passei a identificar, com precisão e à distância, muitos aromas. Curiosamente, apesar de ter enjoado o tempo todo, desde as 6 semanas, os cheiros não eram causa de náuseas.
Com a menina desta mamã, o meu nariz materno despertou ainda para novas dimensões, aprendendo muito rapidamente a perceber quando a fralda ainda estava a ser preenchida por algo mais "pesado" ou pelo cheirinho delicioso a bebé nas roupinhas... É mesmo o cheirinho exclusivo dela, pois não uso perfumes e os produtos de higiene também são sem fragrâncias. Desculpem a abudância de "inhos", mas com bebés é mesmo assim.
Agora, o ponto alto desta viagem pelo olfacto, são os passeios... Cada vez que a menina da mamã detecta um cheiro novo para ela, mesmo que esteja a dormir, arrebita logo o narizito e vira-se para a direcção de onde o mesmo lhe chega... Será de destacar que nem sempre os cheiros são dos mais agradáveis, mas são diferentes e trazem novas sensações na descoberta do mundo que a rodeia.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Todos os comentários estão sujeitos a moderação, pelo que após a mesma, serão publicados