quinta-feira, 26 de junho de 2014

O [meu] guarda-roupa inventado - Liberty, um mundo em tecido






As portas do nosso guarda-roupa abrem-se hoje aos tecidos Liberty, dos quais gostamos tanto. Estes tecidos da famosa loja londrina, fundada 1875, traduzem-se normalmente em padrões florais, com cornucópias ou delicadas formas curvas, transmitindo a sensação de uma natureza orgânica, viva e em perpétuo movimento. Os designers originais destes padrões foram figuras importantes dos movimentos da corrente Art Nouveau, cujo estilo se mantém até hoje, sendo inconfundível.


Apesar do seu carácter “clássico”, adaptam-se a peças com linhas perfeitamente modernas, mas com um toque romântico e nostálgico. E o seu uso não se restringe à roupa, passando por brinquedos, decoração e acessórios.


Para além destes exemplos originais Liberty (imagens em cima) que vão dos babygrows aos babetes, passando por vestidos, casacos e t-shirts, várias marcas estão adoptar padrões sob este estilo para criarem peças deliciosas, como a Lanidor Kids e a Zara Home (os da Zara são mesmo Liberty - identificados na etiqueta). 
A menina da mamã tem um lenço já desde os 4 meses (colecção primavera/verão 2013 Zara Home) e agora uma saia com uma grega em azul céu da Lanidor Kids, (colecção primavera/verão 2014).



Se tivéssemos uma marca de roupa ou decoração, estes seriam os nossos tecidos de eleição!


Nota: As imagens dos tecidos e das duas montagens de peças de roupa foram retiradas da página da Liberty, a quem pertencem todos os créditos fotográficos.


Até já!









2 comentários:

Todos os comentários estão sujeitos a moderação, pelo que após a mesma, serão publicados