terça-feira, 22 de dezembro de 2015

3 Natais



8 meses - 2013 - Foto captada pelo Avô L.

Estas fotos marcam o crescimento da nossa pequena história, Natal a Natal. Naquela que é, sem dúvida, a Festa da Família, na qual celebramos o Nascimento de uma Criança muito especial, que enche os nossos corações de esperança num mundo melhor, mais acolhedor, mais compreensivo do que aquele em que vivemos actualmente, registamos olhares de descoberta. Registamos passagens, de bebé a menina e, mais recentemente, a mana mais velha. 


Um ano e oito meses - 2014 - Foto Ties Photo

Cada foto traz memórias tão felizes e ajuda-nos a preparar lugar para mais, muito mais no nosso coração.

2 anos e 8 meses - 2015 - Foto Angel Luzinha Fotografia

E neste ano, iniciamos mais um capítulo deste livro da nossa vida, com o primeiro Natal do bebé Afonso, cheio de emoção e a transbordar de amor!!

2 anos e 8 meses, 3 meses e meio - 2015 - Foto Angel Luzinha Fotografia

Um Santo Natal!!
Até já!!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Winter Wonderland - Criar memórias de Natal





O Natal traz-nos (mamã e papá) recordações muito felizes: a família toda reunida, o aroma da canela espalhado pela casa, muita luz, dias em que todos estão a pé até mais tarde, manhãs de muita brincadeira... São essas memórias que queremos guardar no nosso coração e que comecem também a ser guardadas no coração dos nossos filhos, ano após ano.



Não há por isso melhor presente do que fazer-nos presentes e a fotografia tem aqui um papel único.
Sendo este o primeiro Natal a quatro, cá em casa, e naturalmente o primeiro Natal do menino da mamã, queríamos registar momentos divertidos que vão ajudar a contar a nossa pequena história.



A escolha do olhar que nos iria captar foi muito importante e recaiu sobre a Paula, da Angel Luzinha Fotografia. Quando as crianças são muito pequenas, como é o nosso caso, é necessária muita paciência, criatividade e talento para apanhar aquelas expressões que nos fazem sorrir e nos aquecem... A Paula conjuga todas estas qualidades!!!!





Chegada a hora da nossa sessão, fomos envolvidos numa Winter Wonderland, com luz, tons dourados e brancos, sem esquecer um companheiro de brincadeira ;) Rolaram bolas, houve escapadelas do enquadramento (a Alice gosta de explorar territórios desconhecidos), mas sempre com boa disposição (até o Afonso esteve quase sempre muito concentrado e só chorou um bocadinho no fim).
Em suma, adorámos e fica uma imensa vontade de repetir.





As fotos vão transformar-se em pequenos quadros em cartão com um fio já colocado, para oferecermos. 

Foto At Home Hobby


Todos os créditos fotográficos da sessão pertencem a Angel Luzinha Fotografia


Até já!





terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Ideias para entreter crianças em casa




Com os dias mais cinzentos e o Inverno cada vez mais próximo, passamos naturalmente mais tempo em casa, nem sempre sendo fácil entreter a mana mais velha.
As tecnologias são sempre uma grande tentação, mas acabam por ter efeitos menos positivos a muitos níveis. Torna-se, por isso, muito interessante descobrir actividades que cativem a atenção sempre pronta a dispersar, que estimulem a destreza manual e a imaginação, sem fazer uso de um écran.
No nosso caso, com um bebé que faz vários períodos de sono durante o dia, temos ainda uma característica adicional que agora procuramos num brinquedo: uma solução que crie condições de concentração e diversão tranquila.




Como a Alice começou a gostar de pintar e rabiscar desde cedo, a tartaruga lavável, da linha Science Júnior é uma alternativa ideal para ela. 
Não só tem muitos pormenores que ajudam a afinar a coordenação motora (os olhos, as manchas da carapaça ou as unhas), como permite que a criatividade voe e surjam traços azuis e cor de rosa, a par dos verdes e laranjas.



Sendo as tintas, utilizadas para pintar, laváveis, é um brinquedo que permite a constante reinvenção.



Os livros são, também, uma presença constante nas nossas rotinas, em vários períodos do dia, nomeadamente antes da sesta da tarde e antes de dormir, à noite, para que a calma vá chegando antes do sono. Temos procurado temas e edições que contribuam para desenvolver o vocabulário e adquirir conhecimentos, fazendo uso de ilustrações e fotografias para tornar a realidade mais próxima. A colecção "Vamos descobrir" vai precisamente ao encontro destes objectivos: os volumes Os Animais da Quinta e Os Meses e as Estações do Ano, reúnem informações simples, úteis e muito engraçadas, facilitando a memorização das mesmas.






Ficam aqui sugestões óptimas e acessíveis para prendas de Natal dos pequenos curiosos!!!!






Nota: Post elaborado em parceria com a Science4you, onde tivemos a oportunidade de experimentar, em primeira mão, um dos peluches laváveis da linha Science Júnior, bem como dois volumes da colecção "Vamos Descobrir" e partilhar convosco as nossas impressões.

Até já!

domingo, 6 de dezembro de 2015

Ideias simples para o Natal




O Natal é um tempo para viver em família. É um tempo em que nos reunimos em casa, numa atmosfera de carinho e calor, apesar das temperaturas de Inverno. Com crianças, não há nada melhor do que optar por ideias simples e divertidas.

Assim reunimos inspirações para a época mais mágica do ano:


Natureza (maçãs, bagas, água, pinheiro, rosmaninho, folhas...)

Imagem encontrada em One Kind Design
)

Imagem encontrada em The Enchanted Home

Imagem encontrada em Camille Styles



Cartão, cartolina e washi tape

Com cortantes de bolachas, cartão e fita, é fácil fazer uma grinalda (imagem encontrada em Repurpose Xmas)

Cartão em tom pardo e cartolina preta (imagem encontrada em La Princesse aux bidouilles

Tea lights envolvidas em washi tape (imagem encontrada em Lilla Tirlittan.casablogit.fi )


Para fazer com as crianças

Bolachas de gengibre (imagem encontrada em ANETTESHUS.COM )



Algodão e cotonetes (imagem encontrada em No Time for Flash Cards)


Bordados

Imagem encontrada em Vechernie Posidelki

Vejam mais no nosso Pinterest!!!!

Até já!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Aprender a brincar





Com três meses e meio, o nosso bebé está cada vez mais curioso em relação a tudo o que o rodeia. É tão bom reviver este processo de descoberta e aprendizagem diárias. Conseguir alcançar objectos, observar a mãozinha e olhar o mundo... Absorver tudo... uma luz, um reflexo, uma cor, uma forma, tudo são estímulos à sua volta.



Nesta fase, a escolha dos brinquedos assume para nós, pais, uma grande importância, pois têm uma influência directa no desenvolvimento das suas capacidades.
Quando ficámos a conhecer a linha de peluches da Science4you, houve logo uma série de aspectos que nos chamaram a atenção: o pelo suave e curto para uma boa experiência táctil, a segurança de todos os pormenores dos animais (são bordados e sem elementos passíveis de se soltarem), as suas "caras" simpáticas e divertidas.
Depois, começou a experiência do Afonso com o seu leopardo: a atracção imediata pelas malhas contrastantes com o pelo claro!!!! A seguir, as orelhas, boas para agarrar e inevitavelmente mordiscar.
Já se tornou numa boa companhia :)




Para além das sensações visuais e tácteis, o leopardo está a ajudar a treinar o controlo de movimentos.

Esta, é sem dúvida, uma excelente ideia para o Natal dos mais pequeninos!!!!




Nota: Post elaborado em parceria com a Science4you, onde tivemos a oportunidade de experimentar, em primeira mão, um dos peluches da linha Science Baby e partilhar convosco as nossas impressões.

Até já!

domingo, 22 de novembro de 2015

O [meu] guarda-roupa inventado: Como vestir um bebé?





Numa nota bem mais leve e alegre (e também para aligeirar as notícias que nos vão chegando todos os dias sobre tantos lugares e pessoas no mundo), os preparativos para o Natal vão ganhando espaço, cá em casa.
Como mamã, inicialmente, de uma menina, é agora o tempo de aprender tudo para vestir um menino nos dias mais especiais.
Onde antes predominaram os vestidos, surgem agora muitas outras opções que devem privilegiar o conforto, mantendo o bebé quente (mas não em excesso) e sempre muito querido.

Assim partilhamos convosco dois looks, onde o tricot marca uma presença forte, a par do xadrez, padrão clássico para as Festas:



Camisola, tapa-fraldas e carapins da Maria Carapim



Camisola Little Wings, fofo Anjinho Gordo e carapins da Maria Carapim


A completar estes dois looks, estarão dois bodies de gola, com grega nos respectivos tons.


Até já!

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Giveaway Science4you






Damos, hoje, início a um giveaway muito especial em parceria com a Science4you, já com sabor a Natal. Sendo uma empresa 100% portuguesa, aposta na aproximação da ciência ao nosso dia-a-dia, ensinando as crianças de uma forma divertida e criativa. Concretiza perfeitamente o conceito de aprender a brincar.



Assim, vamos sortear a colecção "Vamos descobrir", cujos 10 livros permitem aos mais pequeninos (a partir dos dois anos) descobrir o mundo que os rodeia, de uma maneira simples e apelativa.





Para participar, bastam 4 passos:

- Seguir a nossa página no Facebook;
- Seguir a página da Science4you, também no Facebook;
- Divulgar o post do giveaway no vosso perfil (Facebook), de forma pública;
- Deixar um comentário neste post, aqui no blog, com o vosso endereço de email (Nota: a participação neste giveaway pressupõe, igualmente, o consentimento da publicação dos endereços de email dos participantes na caixa de comentários deste post.). Só será válida uma participação por pessoa.


O giveaway decorre entre 17 e 24 de Novembro de 2015. 



Boa Sorte e até já!

domingo, 15 de novembro de 2015

O [meu] guarda-roupa inventado: Em camadas




Uma das melhores formas para lidarmos com o tempo mais frio, instável e com as diferenças de temperatura, é vestirmo-nos em camadas. Isto é válido para os adultos e para as crianças.
Por isso, as peças que definitivamente não podem faltar no guarda-roupa dos mais pequeninos, cá em casa, são os bodies e as camisolas interiores. Aliás, estas são a grande novidade para todos nós, pois a menina da mamã deixou de usar bodies desde a Primavera passada.
O que temos constatado é que não é muito fácil encontrar packs, tal como estávamos habituados e encontrámos na La Redoute a solução ideal: com pormenores românticos e confortáveis, sem esquecer a relação qualidade/preço, as camisolas interiores são um amor.





Com a comodidade a que já nos habituámos com as compras online (com um bebé de quase três meses e com a mana mais velha, não há nada melhor do que poder tratar das coisas a qualquer hora, nomeadamente quando estão a dormir) a dificuldade está na escolha dos bodies, pois apetece trazer todos, até para fazer frente às constantes mudas de roupa devido às fugas que vão surgindo nas mudanças de fralda. Mais clássicos e traçados ou num estilo mais colorido e aventureiro, são para nós uma escolha perfeita (e curiosamente para o menino da mamã também :) que adorou ver todas as cores).





Até já!


Nota: Post elaborado em parceria com La Redoute.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

12 semanas





Já passaram 12 semanas desde o nascimento do bebé Afonso, o menino da mamã :)
Olhando para os momentos que temos vindo a captar desde que nasceu, ele transmite-nos uma sensação de serenidade e boa disposição. Mas podemos dizer-vos que apesar de já ser o nosso segundo filho, as coisas não têm sido assim tão simples como pensávamos.
Voltando um pouco atrás, um dos pensamentos que mais me assaltou durante a gravidez é comum a muitas mamãs que embarcam nesta segunda aventura, de acordo com impressões que fui trocando: Será que o amor pelo segundo filho é tão arrebatador como o que senti pelo primeiro?
E a resposta é... Sim!!!! Logo que o vi e o recebi nos meus braços, senti aquele cheirinho maravilhoso que os bebés novinhos em folha têm (desculpem pelo exagero nos diminutivos, mas é a melhor forma que encontro para traduzir o que senti) e parecia que já nos conhecíamos desde sempre. Durante a primeira noite, estivemos de mãos dadas, ele no seu berço e eu na cama articulada do Hospital... Quase nem dei pela dormência do braço estendido ou pelo sono. 
Com um temperamento mais tranquilo do que a mana mais velha, antevia-se um filho "calminho"... Pois...



O Afonso sofreu imenso, quase logo desde início, com cólicas e prisão de ventre, transformando o choro em gritos que se arrastavam por longas horas, principalmente ao final do dia. 
O sentimento de impotência tomou conta de nós, pois não conseguíamos encontrar um método eficaz para o poder aliviar (das massagens, passando pelos sacos de caroços de cereja, até à medicação), acompanhado por um sentimento de divisão, tendo em conta a grande necessidade de atenção da Alice, que se viu envolvida numa realidade desconhecida, abrupta e um pouco caótica para os seus dois anos e quase meio, de então.


À parte desta situação partilhada com a maioria dos bebés recém nascidos (será de notar que a nossa experiência com a menina da mamã, na mesma idade, tinha sido bastante fácil, à excepção dos sonos), foi identificada uma questão na consulta do primeiro mês que nos deixou extremamente preocupados: um sopro cardíaco. Parecia que nos tinha caído tudo... Um órgão vital... Foi algo inesperado, pois tínhamos feito um eco-cardiograma fetal (para além de todas as ecografias detalhadas) e pelo que o exame permitia ver, estava tudo bem. É claro que a nossa pediatra nos deu logo algumas explicações para clarificar o diagnóstico, de modo a que pudéssemos aguardar com maior calma pelo exame complementar, mas nestas alturas a minha capacidade de raciocinar de forma lógica simplesmente deixa de existir (o que me vale é ter uma cara metade que é como um porto na tempestade, bem como o apoio da família). Apesar de ser, à partida, algo de pouca gravidade, houve muita ansiedade até se confirmar que se tratava do chamado "sopro inocente" (turbulência na circulação sanguínea dentro das cavidades do coração, sem haver qualquer mal formação), meramente fisiológico, desaparecendo, normalmente, com o crescimento.



Nesta fase, podemos dizer-vos que está tudo bem melhor: as cólicas são cada vez menos frequentes, o organismo funciona de forma regular e o Afonso está cada vez mais crescido.
Adora conversa, dá sinais de querer colocar-se na posição de gatinhar e é fascinado por cores fortes e contrastantes.
O caminho da felicidade faz-se desde pequenino (parafraseando a Chicco), superando os obstáculos e saboreando os pequenos triunfos, dia a dia, tanto para os filhos, como para os pais.

Até já!

sábado, 7 de novembro de 2015

Coisas que mudam do primeiro para o segundo filho #2





Cada divisão da nossa casa vai estando em constante mudança, para se adequar melhor ao que é necessário para os quatro, mas o quarto partilhado das crianças tem sido o mais ajustado.
Temos vindo a alterar e a acrescentar pequenas peças para que o quarto de menina se transforme num quarto em que os dois irmãos encontrem o seu espaço.
Assim, colocámos recentemente duas palavras moldadas da Agu Agu (uma loja cheia de coisas queridas e diferentes, às quais é impossível resistir) que, de uma maneira simples, acolhem os dois: Girl e Boy.



Ao art print da mana mais velha, juntou-se um novo art print da Violeta Cor de Rosa que se adequa aos dois e é pleno de motivação.



Andamos a preparar mais coisas, que vos vamos mostrar em breve.


Até já!